Header Ads

Microsoft reduz jornada de trabalho para 4 dias e a produtividade sobe 40%

Redução da jornada de trabalho da Microsoft japonesa tiveram resultados positivos
Microsoft do Japão reduziu jornada de trabalho dos funcionários e resultados foram positivos. (Mike Blake/Reuters) 
Quantas horas por dia você trabalha? Você acha que se tivesse redução na sua quantidade de horas trabalhadas você sentiria algum ganho de produtividade? Ela realizou um teste com seus colaboradores, fazendo-os trabalhar por quatro dias úteis na semana em um país famoso pelo excesso de trabalho: o Japão. A Microsoft do Japão anunciou que o faturamento por funcionário aumentou 40% em comparação com o mesmo mês do ano passado. Interessante, não?

O projeto recebeu o nome “Desafio de Escolha Vida-Trabalho do Verão de 2019”, onde os funcionários tiraram toda sexta-feira de agosto de folga, recebendo pagamento normalmente. Não tiveram redução no salário ou redução das demandas. Outro fator de ganho na produtividade: as reuniões foram diminuídas para, no máximo, 30 minutos e as pessoas foram incentivadas a se comunicar online em vez de presencialmente. Após os testes, foi realizada uma pesquisa sobre o projeto, onde 92% se disseram bem satisfeitos com a jornada semanal de quatro dias, de acordo com o relatório publicado em seu website japonês, em 31 de outubro.

O ganho da Microsoft do Japão não ficou somente na jornada de trabalho. Em suas unidades de produção, tivemos quedas de 23% no consumo de energia elétrica e 59% no número de páginas impressas em comparação com agosto de 2018, segundo o relatório do projeto. Com os resultados positivos, a Microsoft planeja realizar outra rodada no inverno. Os funcionários não receberão pagamento por dias de folga, mas serão incentivados a folgar por conta própria de uma “maneira mais flexível e inteligente.” A partir do momento que deixa o colaborador escolher seu descanso, ele consegue otimizar suas atividades da vida pessoa com a do profissional.

O Japão segue na batalha de redução o número de horas trabalhadas por dia, que é o maior do mundo, em vista da escassez de mão de obra e do rápido envelhecimento da população.
Fonte: Exame

Nenhum comentário